quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Doar e ter Gratidão

Doação

O homem por detrás do balcão olhava a rua de forma distraída. Uma garotinha se aproximou da loja[...]


[...]e amassou o narizinho contra o vidro da vitrine. Os olhos da cor do céu, brilhavam quando viu um determinado objeto. Entrou na loja e pediu para ver o colar de turquesa azul.

- É para minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito? - diz ela.

O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou:
- Quanto de dinheiro você tem?

Sem exitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e feliz, disse:
- Isso dá?

Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa.
- Sabe, quero dar este presente para minha irmã mais velha. Desde que morreu nossa mãe ela cuida da gente e não tem tempo para ela. É aniversário dela e tenho certeza que ficara feliz com o colar que é da cor de seus olhos.

O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.

- Tome! disse para a garota. Leve com cuidado.

Ela saiu feliz saltitando pela rua abaixo. Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis adentrou a loja. Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:
- Este colar foi comprado aqui?

- Sim senhora.

- E quanto custou?

- Ah! falou o dono da loja. O preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente.

A moça continuou:
- Mas minha irmã tinha somente algumas moedas! O colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para pagá-lo!

O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e o devolveu a jovem.

- Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar. ELA DEU TUDO O QUE TINHA.

O silêncio encheu a pequena loja e duas lágrimas rolaram pela face emocionada da jovem enquanto suas mãos tomavam o pequeno embrulho.

"A verdadeira doação é dar-se por inteiro, sem restrições.
Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura. Seja sempre grato, mas não espere pelo reconhecimento de ninguém. Gratidão com amor não apenas aquece quem recebe, como reconforta quem oferece."

(Autor Desconhecido)
Retirado da Internet

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Locais e passeios gratuitos em SP


Espaços de cultura e lazer em São Paulo com entrada grátis - Mas sempre é bom dar uma ligada antes de ir.
Muitos espaços de cultura e lazer na cidade de São Paulo têm entrada gratuita pelo menos uma vez por semana, como alguns tradicionais e conhecidos museus, além de outras belezas escondidas e pouco conhecidas por moradores e turistas. Confira as dicas da SPTuris:

Museu da Arte Moderna (MAM), com cerca de 2.000 obras, entre elas obras de Tarsila do Amaral e Tomie Ohtake, sendo quase todas produzidas no Brasil a partir da década de 20, abre as portas gratuitamente todos os domingos, das 10 às 18 horas. Parque do Ibirapuera, portão 3 - s/n°. Telefone 5085.1300, www.mam.org.br.

Museu de Arte Contemporânea (MAC), com acervo de aproximadamente 8.000 peças, entre óleos, desenhos, gravuras, esculturas e pinturas de conceituados artistas, como Picasso, Di Cavalcanti e Miró, entre outros. O MAC fica aberto ao público todos os dias, das 10 às 19 horas, sempre com entrada franca. Parque do Ibirapuera, Pavilhão Ciccilo Matarazzo, 3° Piso – portão 3 – s/n°. Telefone 3091.3327, www.mac.usp.br.

Museu de Arte de São Paulo (Masp) conta com um grande acervo de arte européia como pintura francesa, obras do movimento impressionista e também do pintor Van Gogh. Tem visitação gratuita todas as terças, das 11 às 17 horas. Avenida Paulista, 1.578 – Bela Vista. Telefone 3251.5644, www.masp.uol.com.br.

Museu de Arte Brasileira da Faap reúne e conserva importante acervo de obras de artistas brasileiros. Fica aberto ao público gratuitamente das 10 às 20 horas, de terça a sexta. Aos fins de semana, o espaço fecha às 17 horas. Rua Alagoas, 903 – Higienópolis. Telefone 3662.7000, www.faap.br/museu.

Memorial da América Latina cumpre, desde sua inauguração em 1989, o papel de incentivar o desenvolvimento criativo, artístico e educacional no Brasil. Tem biblioteca, teatro e, em exposição permanente, obras folclóricas e artesanais de países da América Latina. Entrada gratuita.

Casa das Rosas sempre tem em cartaz algum projeto unindo artes plásticas, música, teatro e/ou dança, além de cursos de poesia e literatura. A visita é grátis e está aberta ao público de terça a domingo, das 10 às 18 horas. Avenida Paulista, 37 – Paraíso. Telefone 3288.9447, www.casadasrosas.sp.gov.br.

CasaMuseu da Brasileira, criado em 1970, é o único do País especializado em design e arquitetura e abre suas portas gratuitamente todos os domingos, das 10 às 18 horas. Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2.705 – Jd. Paulistano. Telefone 3032.3727, www.mcb.sp.gov.br.

Museu do Butantã tem entrada franca para estudantes todas as quartas, das 9 às 16h30, e é uma porta de entrada para conhecer o Instituto Butantã, centro de pesquisa biomédica responsável pela produção de mais de 80% dos soros e vacinas consumidos em todo o País. Avenida Vital Brasil, 1.500. Telefone 3726.7222, www.butantan.gov.br.

Pinacoteca do Estado concentra acervo de aproximadamente quatro mil obras de artistas nacionais e internacionais como Bourdelle e Rodin. A Pinacoteca tem acesso grátis todos os sábados, das 10 às 18 horas, e, além do acervo permanente, recebe periodicamente exposições de diferentes segmentos culturais. Praça da Luz, 2 - Luz.

Centro Cultural Banco do Brasil oferece exposições, ciclos de cinema, espetáculos teatrais e de dança, palestras e debates, além de visitas monitoradas para estudantes e grupos. Fica aberto de terça a domingo, das 10 às 21 horas, sempre com entrada franca. Rua Álvares Penteado, 112. Telefone 3113.3651, www.bb.com.br/cultura.

Museu da Língua Portuguesa proporciona ao visitante, em meio ao estilo inglês da centenária Estação da Luz, um contato lúdico com o idioma por meio de jogos e painéis eletrônicos animados. A entrada é franca aos sábados e também passeio para toda a família. Praça da Luz, 1 – Luz. Telefone 3326.0775, www.estacaodaluz.org.br.

Parque do Ibirapuera oferece ioga gratuita aos sábados. Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n°. Telefone 5574.5505.

Parque do Trianon recebe uma grande turma aos domingos para o exercício chinês Lian Gong. Rua Peixoto Gomide, 949 – Cerqueira César. Telefone 3289.2160.

Horto Florestal ou Parque Alberto Löfgren, com uma paisagem formada por espécies exóticas e nativas, é uma boa escolha para quem quer se divertir longe das filas e em meio à paz proporcionada pela natureza. Rua do Horto, 931. Telefone 6231.8555.

Sesc e Sesi com suas várias unidades espalhadas pela cidade sempre têm programação gratuita. Sesc-SP. Telefone 0800.118220, www.sescsp.org.br. Sesi-SP, telefone 3333.7511, www.sesi.org.br.

Fnac, na avenida Paulista, com espaço dedicado a palestras, shows e peças teatrais sempre gratuitas, além de andares dedicados a livros e CDs. Avenida Paulista, 901 – Jardins. Telefone 2123.2000, www.fnac.com.br.

Itaú Cultural oferece ao público programação diversificada e algumas vezes gratuita, como exposições, peças, palestras, cursos e shows. Avenida Paulista, 149 – Paraíso. Telefone 2168.1777, www.itaucultural.com.br.

Centro Cultural São Paulo tem entrada franca nos finais de semana para algumas peças, shows e filmes. Rua Vergueiro, 1.000 – Paraíso. Telefone 3277.3611,
www.centrocultural.sp.gov.br.

Planetário do Carmo é ótima opção para levar as crianças para mostrar o céu e as estrelas. A projeção do Sistema Solar faz com que os visitantes se sintam realmente bem perto do céu. A programação é gratuita. Rua John Speers, 137. Telefone 6522.8555.

Jockey Clube é outro ponto que oferece uma opção gratuita. Há um passeio de pônei monitorado para as crianças todos os sábados e domingos, das 14 às 18 horas. Avenida Lineu de Paula Machado, 1.263. Telefone 2161.8300, www.jockeysp.com.br.

Centro de Lazer Engenheiro Goulart, que faz parte do Parque Ecológico do Tietê, proporciona às crianças um local para lazer, diversão e educação ambiental. Rua Guira Acangatara, 70. Telefone 6958.1477, www.daee.sp.gov.br.

Biblioteca Mário de Andrade, atualmente dispõe de um dos acervos mais expressivos do País, destacando-se com as coleções mais importantes de artes, mapas e obras raras. São aproximadamente 350 mil volumes em livros e 11 mil títulos de periódicos. Além dessa, a Capital conta ainda com mais 74 bibliotecas espalhadas por todas as regiões. Rua da Consolação, 94 – Centro. Telefone 3256.5270, www.prefeitura.sp.gov.br/secretarias/cultura/bma

Fonte:
www.vivaocentro.org.br
Mais informações:
www.cidadedesaopaulo.com
bom divertimento

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Estar Motivado com a Vida

Se buscarmos as origens e os significados mais profundos sobre a motivação, retroagiremos décadas e décadas e teremos dezenas de significados, conceitos e pontos de vista. Encontraremos centenas de teorias interessantes e até mesmo complexas. Porém, todos direta ou indiretamente concluirão a mesma "essência" do que é motivação.
Mas não é o significado de motivação que será o escopo deste artigo, e sim, sua importância, seu envolvimento, sua influência positiva ou negativa em caso de ausência, junto à vida das pessoas. Ouvimos com freqüência alguém falando que "não está motivado" em seu trabalho, "não está motivado" com seu casamento, namoro, curso, vida, que está desmotivado. Paralelamente a isso, busca uma alternativa para culpar, ou seja, apresentar uma justificativa para seu desinteresse por algo, como se não fosse uma decisão pessoal.

Durante toda a nossa vida passamos por momentos que muitas vezes causam um grande desgaste - decepção, frustração, ou indignação - e ficamos emocionalmente fragilizados. Mas passamos por centenas de momentos que nos causam alegria, orgulho, satisfação e realização. Sentimentos estes, que causam euforia e vontade de “quero mais”. As lembranças que iremos guardar dos momentos vividos depende de nossa escolha, do que damos mais importância para nosso crescimento intelectual, pessoal, afetivo e profissional.

E é justamente a escolha destas lembranças passadas (boas ou más) que estarão definindo nosso presente e futuro. Há pessoas que escolhem recordar constantemente de seus maus momentos. Assim, passam grande parte do tempo irritadas, desmotivadas, insatisfeitas e deixam de dar atenção à sua qualidade de vida. Já aqueles que optam em recordar os bons momentos e também utilizar os possíveis maus momentos como um aprendizado, desenvolvem mudanças pessoais, se encontram mais acessíveis, fazem planos e possuem uma boa qualidade de vida.

Ser "motivado a" fazer algo é ser dependente de um combustível que pode terminar a qualquer momento e será necessário buscar nova fonte de energia para esta motivação. É estar aberto a maiores frustrações, por gerar expectativas sobre algo ou pessoas, diferente do que poderá acontecer e do que poderão realizar.

Ser “motivado a” é aguardar algo acontecer, algo externo, que não depende exclusivamente de você, e sim de algo que o motive, o conquiste, o leve realizar. É realizar algo que poderá dar errado, pois você não desejou realmente realizar aquilo, apenas aproveitou o momento para realizar.

Ser "motivado a" realizar algo é ter alguma coisa que o leve a realizar, chame sua atenção, desperte seu interesse criando a curiosidade de vir a participar ou colaborar com algo. Já ter AUTOMOTIVAÇÃO é se manter programado para buscar de maneira continuada aquilo que acredita, deseja e faz parte de seu ideal.

A pessoa automotivada reconhece seus erros, desenvolve novas estratégias, reorganiza seu plano de vida, divide suas alegrias com as pessoas próximas, tem bem definido o que deseja conquistar em sua vida e o que é prioridade. Não se abala pelo cansaço, devido ao excesso de tentativas, mas demonstra euforia pela oportunidade em poder buscar o sucesso, realizando novamente de forma mais precisa.

Ser automotivado é amanhecer tendo a certeza de que irá fazer algo novo, fazer o comum se tornar diferente. O automotivado encara seus desafios como oportunidades de aprendizado e autodesenvolvimento. Quando uma pessoa é automotivada, passa a ver as situações de formas positivas; em vez de desenvolver expectativas, cria possibilidades; em vez de utilizar o tempo justificando um novo problema, potencializa o tempo apresentando uma nova oportunidade; em vez de apontar culpados pelos fracassos, demonstra interesse em treinar novos vencedores.

Ser automotivado é ir além. É não precisar viver sendo empurrado e incentivado. É lutar por tudo o que acredita, pelo desenvolvimento humano e pessoal, pelas realizações pessoais, pela conquista ética de seus objetivos. É ter a energia inesgotável em seu coração, em sua alma e utilizar a mesma para aquecer e gerar energia em todas as pessoas à sua volta, fazendo que todos vejam outros caminhos a seguir.

Motivar é mover. Automotivar é avançar. Onde você se encontra? Movendo coisas ou avançando em busca de seus objetivos?
site rh.com.br
Wagner Campos
Wagner Campos é Palestrante e Conferencista em Vendas, Motivação e Liderança. Diretor da True Consultoria. Administrador de empresas e Especialista em Marketing.

Áreas de Mananciais


A Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), considerada a maior área urbana brasileira, com cerca de 18 milhões de habitantes, apresenta, hoje, um dos quadros mais críticos do país no que diz respeito à garantia de água em quantidade e qualidade para o abastecimento de sua população. A causa está na má gestão do recurso ao longo de sua história, com destaque para a ocupação urbana desordenada das áreas de mananciais mais próximas, como as bacias hidrográficas da Billings e Guarapiranga, e das péssimas condições de conservação das áreas mais distantes, como as represas do Sistema Cantareira.

O Programa Mananciais do Instituto Socioambiental (ISA) tem como objetivo desenvolver o monitoramento socioambiental participativo, processo que compreende produção e atualização constante dos diagnósticos socioambientais participativos, realização de seminários para proposição de ações de recuperação e conservação, acompanhamento e proposição de políticas públicas, promoção de campanhas e ações de mobilização da sociedade.

Histórico

A atuação do ISA com os mananciais teve início em 1996, com a realização do Diagnóstico Socioambiental Participativo da Bacia Hidrográfica do Guarapiranga, que será atualizado até 2003 e publicado em 2004. Já o trabalho na região da Billings, que começou em 1999, está publicado nos livros Billings 2000: Ameaças e perspectivas para o maior reservatório de água da Região Metropolitana de São Paulo e Seminário Billings 2002.

Em 2002, foi lançada a campanha Água Viva Para São Paulo, com o objetivo de alertar a população paulista sobre a importância dos mananciais como fonte de sobrevivência. A experiência em elaborar análises aprofundadas tornou o ISA uma referência sobre o tema Mananciais. Ainda em 2002, o instituto foi eleito representante das ONGs ambientalistas no Conselho da Área de Proteção Ambiental (APA) do Capivari-Monos, região que ocupa parte das bacias da Billings e da Guarapiranga. Em 2003, foi eleito representante das organizações ambientalistas no Comitê de Bacia Hidrográfica do Alto Tietê.

Ao longo de 2003, o programa participou da elaboração dos Planos Diretores Regionais da Capela do Socorro e de Parelheiros, áreas localizadas no extremo sul do município de São Paulo, entre as represas Guarapiranga e Billings, em parceria com as respectivas subprefeituras.

Guarapiranga

A Guarapiranga é responsável pelo abastecimento da parte sudoeste do município de São Paulo, que abrange mais de 3 milhões de pessoas, e encontra-se seriamente ameaçada pela ocupação urbana desordenada e poluição de suas águas. Os resultados do Diagnóstico Socioambiental Participativo da Bacia Hidrográfica do Guarapiranga, realizado pelo Isa em 1996, mostraram um quadro preocupante. De 1989 a 1996, a Guarapiranga perdeu 15% de sua cobertura vegetal e teve um crescimento urbano de 50%.

texto de Monica Monteiro Schroeder
sitewww.DraShirleydeCampos.com.br 16/05/2003


Localiza-se no Reservatório do Guarapiranga, bairro do Socorro, município de São Paulo. A Barragem do Guarapiranga é uma estrutura de terra, construída pelo processo de aterro hidráulico, entre 1906 e 1909, provida inicialmente de três comportas de fundo, que descarregam 97 m3/s. Entre 1976 e 1978, foram construídas mais três comportas, de 6 m de largura cada, dotadas de comportas de setor e capacidade de descarga de 303 m3/s, além de um vertedouro livre de 98 m de comprimento que pode descarregar até 137 m3/s de água.

No ano de 1906, para aumentar a geração de energia, a companhia decidiu construir na região de Santo Amaro um lago artificial, que ficaria conhecido como a Represa Guarapiranga. As obras duraram três anos e foram supervisionadas pelo engenheiro americano M. M. Murtaugh.
A Light percebeu o potencial recreativo da represa e tratou de melhor explorar a comunicação com o local, instalando linhas de bondes especiais para os visitantes.

Em 1928 a Represa do Guarapiranga recebeu a função de abastecer de água a capital paulista. No ano seguinte foi inaugurado o Sistema de Abastecimento do Guarapiranga, o segundo em capacidade de produção de água da capital, menor apenas que o Sistema Cantareira.
Durante essa época e na década que sucederam a criação do sistema, não foram tomadas as medidas necessárias para a prevenção do problema que surgiu com a futura ocupação de área dos mananciais da represa.

www.portal.prefeiturasp.gov.br 03/07/2006

domingo, 27 de janeiro de 2008

Comece a pensar diferente!


Trabalhe para crescer Publicada em 3/12/2007


Ao longo da sua carreira, você deve se preocupar com o salário que recebe, mas não faça do dinheiro o foco do seu trabalho. Caso contrário, jamais irá elevar o seu padrão.

Mais importante do que o dinheiro, é você trabalhar em uma empresa que te enriqueça como pessoa. Um lugar aonde você tenha a oportunidade de aprender algo de valor.

Por isto, ao invés de se acomodar em qualquer emprego, comece a planejar a sua carreira. O que você precisa aprender para conquistar mais espaço na sua profissão?


Informática? Inglês? Vendas? Quais habilidades são mais valorizadas? Aonde você pode aprender? Quem pode te ensinar? Quantos degraus você precisa subir antes de chegar aonde quer?


Você pode se aprimorar através de livros, palestras e esforço pessoal, mas nada será tão enriquecedor quanto trabalhar ao lado de pessoas prósperas, em uma equipe vencedora.

QUEM TE INFLUENCIA?


Todas as empresas e profissionais do mercado se encontram em uma dessas três situações: evolução, estagnação ou declínio. Não existe alternativa.


Sendo assim, com quem você deseja compartilhar o seu tempo precioso?


Se a empresa em que você trabalha está evoluindo, o ambiente é mais favorável para a sua própria evolução. Afinal, as chances de você ser promovido e da empresa investir em você são muito maiores. Provavelmente, você participará de treinamentos e irá interagir com profissionais melhores do que se estivesse em uma empresa estagnada ou em declínio.


Por outro lado, se a empresa em que você trabalha começa a se estagnar, é porque provavelmente seus executivos não acompanharam a evolução do mercado e ela está se perdendo. Se não reagir e retomar o crescimento logo, é provável que passem a cortar custos, demitir funcionários, enfim, os investimentos em pessoal podem cair à zero. Ou seja, fique atento. Talvez seja a hora de planejar uma saída pela direita.

Finalmente, se a empresa em que você trabalha perdeu espaço para a concorrência, tem recebido críticas do mercado e o clima interno anda pesado, cuidado para não ficar com o mico na mão. Mesmo que o seu emprego não esteja ameaçado diretamente, sua carreira está. Você provavelmente vai perder tempo e dinheiro por cada segundo que permanecer aí.


Da mesma forma que você deve analisar a empresa aonde trabalha, é fundamental saber se o seu chefe está evoluindo, estagnado ou declinando. Sim, pois a forma dele lidar com você também mudará da água para o vinho, dependendo da situação em que ele se encontra.


Por exemplo, se você é subordinado de alguém que está progredindo, significa que ele está seguro e confiante quanto ao futuro. Além disso, é provável que a empresa lhe dê carta branca para investir em melhorias para o seu departamento. Ele está vivendo um ótimo momento profissional e tende a valorizar sua equipe, pois deseja alçar vôos maiores com a sua ajuda. Neste ambiente, você pode conquistar espaço para crescer também.


Isso não acontece quando o seu chefe está acomodado. Afinal, se ele não busca ou acredita que pode crescer, dificilmente abrirá espaço para a sua evolução.


A situação piora muito se você é subordinado de alguém que está perdendo espaço dentro da empresa. Ele provavelmente está inseguro e poderá se sentir ameaçado se você crescer. Neste caso, por melhor que seja o seu trabalho, sua evolução será limitada. O clima dentro do seu departamento tende a piorar e você pode vir a ser prejudicado.


É HORA DE MUDAR!


Como você deve ter notado, a situação das empresas e dos profissionais varia com o tempo. Ou seja, não existe emprego bom para toda a vida. Existem fases boas que você deve aproveitar para aprender algo novo e prosperar.


Saber a hora certa de mudar é talvez o grande segredo das pessoas bem-sucedidas. Enquanto a maioria se agarra a qualquer emprego e cria dependência, o profissional de sucesso nunca perde de vista o seu real objetivo que é 'crescer'.


Se você começar a observar o que está acontecendo ao seu redor, não será mais pego de surpresa. Pelo contrário, antes de ser demitido ou passado pra trás, você poderá dar um salto de qualidade após o outro.


Como assim? É simples: use as empresas como trampolins!


Primeiro, faça o que for preciso para entrar em uma empresa que esteja vivendo um bom momento, ao lado de profissionais que também estejam evoluindo (mesmo que isso signifique uma ligeira diminuição do seu salário). Aprenda tudo o que puder, o mais rápido que puder. Fique atento aos movimentos do mercado em que ela atua e conquiste novas posições por merecimento.


Quando você perceber que a empresa ou as pessoas do departamento em que você trabalha não estão mais crescendo como antes, faça um planejamento para mudar. Se você realmente aproveitou esse tempo para aprender algo novo, é natural que consiga elevar o seu padrão, conquistando posições e salários melhores em outra companhia.

Você provavelmente terá que promover esse tipo de mudança várias vezes ao longo da carreira, pois uma boa fase não costuma durar mais do que dois ou três anos.

No início, você poderá levar alguns tombos por não saber lidar com a mudança, mas depois que se acostumar, perceberá os benefícios de surfar sempre na crista da onda.


Sergio Buaiz é publicitário, escritor, consultor e conferencista. Autor do livro 'Marketing de Rede - A Fórmula da Liderança', é membro do Conselho Editorial da Revista VENCER!, Embaixador da Universidade do Sucesso e Diretor de Projetos da Comunidade BeFriends. Visite seu site pessoal: www.buaiz.com

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

A busca de apoio e Parceria - Recursos



Os projetos sociais para serem efetivos e sairem do papel, precisam de ter planejamento financeiro.
Mas porque os recursos são tão difíceis de se obter?
Realmente não só de sonhos e objetivos virtuais as situações na vida real se moldan.Precisa efetivamente ocorrer uma mudança de todas as empresas e pessoas de uma maneira geral, pois não adianta somente deixar para o outro fazer.Onde está voce fazendo a sua parte?
Precisamos ser mais solidários e ver as obras sociais como um foco de todas as empresas.
Não precisa deixar somente no Natal para fazer caridade, doação, o ano são 12 meses de atividades e muitas pessoas estão esperando uma ajuda um apoio para sair da situação que estão.
Existe muito trabalho social a ser feito neste país.

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Responsabilidade Social


Investimento Social Privado

O investimento social privado é uma das várias facetas da responsabilidade social. Empresas cada vez mais têm investido recursos em projetos sociais e há uma maior demanda por resultados concretos.

O investimento social privado é o uso voluntário e planejado de recursos privados em projetos de interesse público. Ao contrário do que muitos pensam, o investimento social privado não deve ser confundido com assistencialismo.

Como qualquer investimento, as pessoas físicas ou jurídicas que financiam projetos de cunho social têm o intuito de aferir os resultados alcançados. Há, portanto, a preocupação em se gerar um retorno positivo à sociedade, de forma que o monitoramento das atividades desempenhadas seja constante e envolva uma equipe de profissionais, tais como assistentes sociais, pedagogos e educadores. Isto leva ao crescimento e maior profissionalização do ''terceiro setor'' frente às dificuldades dos setores público e privado no combate às mazelas sociais do país.

Em estudo realizado pelo Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE), constatou-se que 79% dos associados ao GIFE realizam alguma forma de plano estratégico para nortear sua atuação social, sendo que 91,7% dos 48 associados pesquisados realizam regulares avaliações de resultados (Investimento Social Privado no Brasil, 2000).

fonte
www.responsalidadesocial.com

domingo, 20 de janeiro de 2008

metas e objetivos



As metas e objetivos que aparecem no logo do projeto denotam o nosso foco.
Estamos nos empenhando em por em prática todos os temas abordados no projeto, pois a comunidade necessita urgente de um local para as crianças.
Mas como tudo necessita de verba pois as despesas são inerentes e precisam ser pagas contamos com a Parceria e Apoio de empresas que possam interagir com nossa idéia.
O investimento é pouco em vista do retorno ao ser humano que vai ser feito.
Se todos buscarmos ajudar um pouco que seja ao próximo, teremos certeza que estamos fazendo uma parte de nossa responsabilidade social.
Programe divulgue na sua empresa, fale com as pessoas responsáveis por Marketing, RH, pessoas que possam interessar em nos ajudar.
Estamos em fase de planejamento de atividade de 2008, e só podemos atender de acordo com a disponibilidade financeira.
PARCERIA, APOIO, palavras que as vezes são tão fácil de falar mas difícil de executar.

Pense nisso apenas uma vez e tente fazer a sua parte.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Chuvas,Enchentes e o LIXO nos rios e corregos


Doenças relacionadas ao lixo

Entre as doenças relacionadas ao lixo doméstico, destacamos:
cisticercose, cólera, disenteria, febre tifoide, filariose, giardíase, leishmaniose, leptospirose, peste bubônica, salmonelose, toxoplasmose, tracoma, triquinose e mais outras nove.

Outros problemas sanitários ligados ao destino inadequado do lixo são:

Poluição dos mananciais (chorume);
Contaminação do ar (dioxinas e visibilidade aérea);
Assoreamentos (depósito em rios e córregos);
Presença de vetores (moscas, baratas, ratos, pulgas, mosquitos);
Presença de aves (colisão com aviões a jato);
Problemas estéticos e de odor; e
Problemas sociais (catadores em lixões).
Poluição dos Mananciais
O principal poluente do lixo que afeta a qualidade da água dos mananciais de superfície e subterrâneos é o chorume, líquido resultante da lavagem dos lixões pelas águas das chuvas; é um dos maiores poluentes conhecidos, comparando-se ao vinhoto, resultante da indústria sucroalcoeira. O lixo lançado nos córregos (como na foto), servem de substrato para as larvas de mosquitos e impedem o fluxo da água, sendo uma das principais causas das enchentes urbanas.

Contaminação do Ar
A queima do lixo, que pode ser provocada ou natural (autocombustão ou reflexo dos raios solares num fundo de garrafa de vidro, por ex.), lança no ar dezenas de produtos tóxicos, que variam da fuligem (que afeta os pulmões) às cancerígenas dioxinas, resultantes da queima de plásticos. As fumaças podem, inclusive, interromper o tráfego áereo.

Assoreamentos
O entupimento de córregos, pontes e bueiros pelo lixo provoca enchentes, cujas consequências, além das perdas materiais, são as doenças como a leptospirose, causada pela urina dos ratos. Barreiras flutuantes, construídas com garrafas tipo pet, podem reter parte deste material.

Presença de Vetores
O acúmulo de lixo cria, em consequência, vetores de doenças, como baratas, moscas, ratos, escorpiões e os temidos mosquitos.

Presença de Aves
A presença de aves como garças e urubus nos lixões, principalmente aqueles localizados próximos dos aeroportos, pode causar sérios acidentes aéreos, tanto no pouso como na decolagem das aeronaves. De janeiro de 2000 a junho de 2003 foram registradas cerca de oitenta (80) colisões de aviões com aves, no município do Rio de Janeiro, a maioria nas cercanias do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim. Um urubu de 1,5 a 2 kg de peso, chocando-se com um avião a jato que vôe a 400 km/h, corresponde ao impacto de um peso de 7 toneladas. E olhe quanto urubu na foto !

Problemas Estéticos e de Odor
Todos sabemos dos problemas estéticos e de mal cheiro dos lixões, posto que, segundo levantamento da ONU em outubro de 2003, cerca de 16 milhões de brasileiros não possuem coleta domiciar de lixo. O mais grave é que cerca de 64% dos municípios no Brasil depositam o lixo coletado em lixões a céu aberto, como o da foto.

Problemas Sociais
Os lixões são a única fonte de renda de milhões de brasileiros de baixa renda. Alguns, chegam a viver, em tendas, nos lixões. A alternativa é reuni-los em Cooperativas de Catadores ou empregá-los em Usinas de Reciclagem e de Compostagem. Além das doenças, o maior problema desses catadores é o risco de acidentes no manuseio de materiais perfuro-cortantes, despejados junto com o lixo doméstico pelos hospitais e postos de saúde, prática irregular, mas comum no Brasil.

matéria/texto do site : www.ufrrj.br/institutos

Precisamos nos conscientizar em não jogar lixo nas ruas, pois tudo vai acabar indo direto para os bueiros e entupindo corregos.
As garrafas pets flutuam nos rios uma imagem de total desorganização e falta de amor ao meio ambiente.
Deveria ter mais digulgação da reciclagem de pets, e posto volantes de recebimento do mesmo produto.

Umas das vertentes de nossa ong será a reciclagem e o respeito pelo meio ambiente pois respeitando a natureza nós tambem mostramos respeito pelo próximo.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Estar desempregado ....E agora?


Especialistas orientam que, apesar de difícil, o momento não deve ser de desespero."A pessoa que está desempregada não perde apenas a estabilidade financeira, mas também parte de sua relação social".
A situação leva ao desânimo e à falta de perpectiva profissional, pois é no trabalho que a pessoa se sente mais útil, estabelece grande parte de suas relações pessoais e alimenta sua auto estima.Porém neste momento é importante evitar isolamento procurar apoio na família e nos amigos, e principalmente não se deixar levar pelo negativismo.
Agumas dicas importantes:
Não perca as esperanças
A situação de desemprego pode levar a uma sensação de vazio e frustração.Adote uma postura dinâmica na procura do novo emprego e não deixe a ansiedade fazer tomar atitudes radicais.
Crie Objetivos
Faça uma avaliação de seu desempenho profissional.Aproveite para ler, pesquisar e ir a lugares que não tinha opurtunidades, faça uma plano de ação, com prioridades e metas a curto e médio prazos.
Preencha seu tempo produtivamente
Esqueça o saudosismo do tipo: "Seu eu tivesse feito diferente....", pois o passado não poderá ser mudado.Não tente antecipar o futuro com dilemas do tipo:"Será que vou conseguir?", ao contrário, preencha o presente com muito trabalho, mesmo desempregado.O importante é não ceder à tentação de ficar em casa sem fazer coisa alguma produtiva.
Evite isolamento
Não sinta vergonha de sua situação.Procure entrar em contato com amigos, parentes e conhecidos, enfim, pessoas que possam ajudá-lo ou indicá-lo em relação a um novo emprego.
Busque mais informação
Procure se informar e adquirir novos conhecimentos sobre o mercado de trabalho e sua área de atuação.Aproveite o tempo para fazer cursos gratuitos.Pesquise novos nichos de mercado, busque alternativas e invista em áreas que possam ser úteis no futuro.
Adote novas posturas
Aproveite este tempo para rever sua vida financeira, faça uma avaliação do que realmente precisa e o que é supérfluo em suas despesas.
Aprenda a economizar, evite o consumismo desnecessário, mas não economize na sua sabedoria.
Tenha Fé sempre!
Máteria do jornal -ShoW da fé -dezembro 2007.caderno oportunidade por Elias Antoine.

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

cuidados com o sol neste verão

O verão e as férias estão aí, é tempo de diversão! Mas as crianças necessitam de cuidados redobrados para curtir o sol, praia, piscinas e parques com segurança.
Introdução

Durante o verão os passeios à praia, piscinas e parques são mais freqüentes, o que significa cuidado redobrado em relação ao sol, alimentação, vestuário e acidentes. Quando se fala em crianças, o assunto fica ainda mais sério. Como em quase tudo, as crianças são mais sensíveis aos raios solares do que os adultos, e por isso é preciso adotar hábitos especiais para elas.

Cuidados com o sol

Algumas regras devem ser seguidas em relação ao sol:

Não use filtro solar em bebês com menos de 6 meses de idade. Mantenha-os fora do sol. Assegure-se de que há sombra total nos carrinhos e na cadeirinha do carro. Quando sair na rua, use sempre sombrinhas para o sol.
Para crianças de 6 meses ou mais:
> Evite o sol entre 10 e 16 horas, quando a radiação solar é mais intensa.
> Proteja a criança com chapéus e roupas. Um bom chapéu de sol deve proteger as orelhas, nariz e lábios.
> Os melhores filtros solares para crianças são os de fator de proteção solar 30 (FPS 30) ou maior, também chamados de bloqueadores solares. O ideal é aplicar 30 minutos antes da exposição, para aumentar o poder de penetração.
> Reaplique o filtro solar a cada 2 horas, principalmente quando a criança for à água ou transpirar muito.
Alguns remédios fazem com que a pele fique mais sensível ao sol. Quando o pediatra prescrever alguma medicação, pergunte se o sol deve ser evitado.
Não se engane com dias nublados. Os raios solares perigosos atravessam as nuvens e a neblina.
Cuidado com a luz refletida. A luz do sol reflete na areia, no concreto e na água, atingindo a pele, mesmo na sombra.
Se mesmo assim houver queimaduras, fique de olho nos sintomas. Vermelhidão e ardência leves podem ser resolvidos com um banho quase frio e hidratante. (Hoje já existem produtos específicos para tratamento pós-sol.) Se a queimadura parecer mais grave, ou surgirem sinais como moleza excessiva e febre, dê bastante água fria e procure atendimento médico.
Proteja seu filho, mas cuidado com os exageros. Uma criança "embalada para presente" num dia ensolarado não vai conseguir se divertir. Lembre-se sempre que o banho de sol moderado faz bem à saúde. Além de ser agradável, o hábito é importante para o processo de absorção de cálcio/vitamina D, que fazem com que o corpo tenha um crescimento normal.

Roupas adequadas

Devido ao calor e ao aumento da sudorese (suor), as roupas devem ser de algodão, finas e folgadas de modo a permitir uma maior ventilação, facilitando a evaporação do suor. Roupas de baixo também devem ser de algodão. Tecidos sintéticos devem ser evitados.

Na praia, sungas e biquínis são os trajes ideais, porém devem ser retirados assim que possível. O hábito de ficar com a roupa molhada após sair da praia favorece o surgimento de micoses da pele.

As roupas podem proporcionar uma barreira contra a radiação ultravioleta. Para a prática de esportes ao ar livre, para situações que dificultem a aplicação do filtro solar com freqüência ou no caso das crianças com menos de 6 meses, as roupas podem ser uma boa opção para quem quer proteger a pele do sol. O fator de proteção (FPS) proporcionado por uma camiseta molhada é de aproximadamente 11; camiseta seca, 12; lycra molhada 24; e lycra seca, 35.

Nada de deixar os pequenos sem roupa. O contato com a areia ou cadeiras sujas pode trazer problemas de pele e problemas no trato geniturinário.


Alimentação

A alimentação no calor é simples, não devendo se diferenciar muito dos hábitos da criança. Muito líquido e frutas, de preferência trazidos de casa, para evitar intoxicação alimentar. Nada de comidas pesadas e frituras. Deve-se ingerir pelo menos 2 litros de água natural, sucos, chás, água de coco.

Inclua saladas bem coloridas na dieta. Frutas e legumes ricos em caroteno e em vitaminas, que deixam a pele mais protegida contra os raios solares, são bastante indicados nessa época. Entre eles estão:

as folhas verdes escuras (ricas em vitaminas, importante para a aparência da pele) e os legumes como: espinafre, couve, folhas de mostarda, brócolis, pimentão, tomate, nabo, cenoura, abóbora e abobrinha.
frutas: laranja, ameixa, ameixa seca, nectarina, cereja, pêssego, melão, manga e mamão.
Prevenção de acidentes e outros cuidados

Muitas crianças sentem verdadeiro fascínio pelo mar, e por isso podem dar mais trabalho na praia. Para evitar os sustos, tente colocar uma piscininha com água perto de você, de preferência sob o guarda-sol. As crianças devem sempre usar bóias e coletes salva-vidas quando entrarem no mar ou piscina, e sempre devem estar acompanhadas por um adulto. Não deixe as crianças sozinhas perto da água, principalmente as menores. Como acidentes imprevistos acontecem, assim que chegar mostre algum sinal com o qual possam localizar você, como o letreiro da barraca ou a cor de seu sombreiro.

As crianças devem ser protegidas ao andar de patins e bicicleta, usando equipamentos de proteção adequados, como capacete, joelheiras, etc.

Deve-se tomar cuidado também com os insetos, que são muito comuns nessa época do ano. Não deixe nada que acumule água no quintal e use sempre repelentes.

Assim, com esses cuidados, as crianças poderão curtir o verão e se divertir com maior segurança e saúde.


Site: http://boasaude.uol.com.br

domingo, 13 de janeiro de 2008

Estamos de férias -vamos criar brincadeiras?


Ontem, brincadeiras de roda e brinquedos de pano. Hoje, brinquedos eletrônicos que se movimentam sozinhos. Além das bonecas que são de plástico, os carrinhos de controle remoto e a amarelinha vem pronta no tapete.As brincadeiras artesanais estão cada vez mais industrializadas, já vem prontas, quase não há necessidade de desenvolver trabalho manual para o brinquedo em si.

Alguns Materiais interessantes para montagem de atividades

São materiais recicláveis a serem utilizados nas oficinas permanentes de brincadeiras e confecção de brinquedos.
Podem ser utilizados os seguintes materiais:
Rolos de papel higiênico, de isulfilme, de papel toalha e alumínio;
Papelão;
Caixas de leite e suco;
Papéis de bala e jornais;
Garrafas pet;
Sacolas de plástico;
Copinhos de iogurte;
Tampinhas de garrafa (metálica ou de garrafa pet);
Latas (leite, molho de tomate, refrigerante, leite condensado e outras. Obs: sem estarem amassadas)

Agora é so planejar e soltar a criatividade nas montagens dos brinquedos e das brincadeiras.

sábado, 12 de janeiro de 2008

dicas e pensamentos

Para Pensar

Nunca esqueça que existem quatro coisas na vida que não se recuperam :


A pedra - depois de atirada

A palavra - depois de proferida

A ocasião - depois de perdida

O tempo - depois de passado


Dê mais às pessoas do que elas esperam, e faça-o com alegria.

Quando disser "sinto muito" olhe nos olhos da pessoa.

Nunca ria dos sonhos dos outros. Quem não tem sonhos tem muito pouco.

Quando se desentender, lute limpo. Por favor, nada de insultos.

Não julgue ninguém pelos seus parentes.

Fale devagar mas pense depressa.

Quando lhe fizerem uma pergunta a que não quer responder, sorria e pergunte; "Porque deseja saber?"

Quando você perder, não perca a lição.

Recorde-se dos três "R": * Respeito por si mesmo, * Respeito pelos outros, * Responsabilidade pelos seus atos.

Não deixe uma pequena disputa afetar uma grande amizade.

Quando notar que cometeu um engano, tome providências imediatas para corrigí-lo.

Sorria quando atender o telefone. Quem chama vai percebe-lo na sua voz.

Passe algum tempo sózinho e reflita ore e tenha alguma comunhão com Deus.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Brincar com segurança

Esta época do ano, quando ventos estão mais fortes, é propicia à prática de uma brincadeira comum entre as crianças e adolescentes: empinar pipas. E se não forem respeitadas certas regras, a brincadeira apresenta perigos camuflados.

É bem antiga a prática de empinar as pipas, que também tem o nome de raia, arraia, papagaio, califa, pandora, quadrado e tantos outros. Foi inventada pelos chineses como instrumento de guerra inicialmente, servindo para alertar aos batalhões sobre a presença de exércitos inimigos na grande muralha.

O brinquedo é bem simples e popular, e é comum em qualquer cidade ou bairro ver inúmeros no ar. Feito de varas de bambu e papel de seda que, unidos a uma rabiola de papel ou de plástico, perambula pelo céu, fixada no cabresto por uma linha resistente ou barbante.

Quando a pipa está com sua linha ao natural, ela apresenta perigos para as crianças que a estão soltando, pois exige que, ao brincar, a pessoa mantenha o olhar e a atenção voltados para o alto. É nesta situação em que, num segundo de distração, pode gerar um acidente. Por exemplo: uma queda de lugares altos; atravessar na frente dos carros e serem atropeladas; e ainda a queda de árvores, muros, casas, torres e outros lugares altos ao tentar pegar as pipas que caíram pelo rompimento de sua linha.

Mas há uma maneira em especial da brincadeira se tornar ainda mais perigosa: é a pratica de colocar cerol (mistura geralmente de cola com vidro em pó ou finos metais) na linha, para que ela fique cortante e, com isso possa derrubar as demais pipas. Numa competição entre os soltadores de pipa, ganha quem derrubar mais e, segundo os usuários, essa prática deixa a brincadeira mais atraente e emocionante.

Porém a prática de aplicar cerol à linha pode transformá-la em uma arma letal. É exatamente pelo fato de poder cortar a linha de outras pipas é que os usuários afirmam usar o cerol. É uma prática proibida porque oferece riscos, podendo causar até a morte, caso corte, por exemplo, o pescoço de um motoqueiro ou ciclista. Também há o risco do próprio ‘empinador’ do brinquedo se cortar e das pessoas que disputam quem pegará as pipas desprendidas das linhas que caem ao serem ‘tosadas’ ou por outras eventualidades.

Mas os perigos do uso do cerol não se limitam a cortar alguém na rua. O vidro também é um condutor de energia e se o fio com cerol pegar na rede elétrica, a pessoa que está empinando a pipa pode morrer eletrocutada. Com o pó de metálico é pior. Para brincar tranqüilo, sem o perigo de ferir alguém, só com barbante de algodão. Nem os fios de nylon (de pesca) são indicados, pois cortam tanto ou mais que a linha que contém o cerol.

Para uma maior segurança da prática da brincadeira, o Corpo de Bombeiros dá dicas, como:


-Nunca soltar pipa perto de antenas, postes e fios elétricos, porque podem se machucar seriamente;
- Preferir locais abertos como parques ou campos;
- Nunca empinar pipas em lugares altos, como telhados ou lajes. De tanto olhar para cima, a criança pode tropeçar e cair.
- Brincar de soltar pipa em dias de chuva, principalmente se houver relâmpago, é muito perigoso. Só faça isso quando o tempo estiver bom.
- Jamais utilize linha metálica, como fio de cobre de bobinas ou cerol (mistura de cola com caco de vidro).
- Também não faça pipas com papel laminado porque o risco de choque elétrico é grande.
- Tente soltar pipa sem rabiola, como as arraias. Na maioria dos casos, a pipa prende no fio de energia elétrica por causa da rabiola.
- Se a pipa enroscar em fios, não tente tirá-la. É melhor fazer outra. Nunca use canos, vergalhões ou bambus para isso.
- Ao correr atrás das pipas, muito cuidado com o trânsito.
- Tenha atenção especial com os motociclistas e ciclistas - a linha da pipa pode ser perigosa para eles. Fique atento para que a linha não entre na frente destes condutores.

sábado, 5 de janeiro de 2008

Sorriso de uma Criança


Quando vemos o sorriso simples e singelo de uma criança, vemos que vale a pena todo o esforço em procurar tornar a vida de nosso País, nossa cidade, nossa comunidade, as vezes com pequenas atitudes de solidariedade, ou as vezes buscando formatar a execução de um projeto social que vai atender gratuitamente com ensino de qualidade uma população que muitas vezes não pode pagar uma tarifa de transporte.
Pois este valor fará muita falta para a despesa da casa, ou mesmo para compra de algum alimento para família.
Pense um pouco no que voce faz ou pode fazer para ajudar o seu próximo.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Foco principal é a Educação fundamental


Hoje sabe-se que para transformar qualquer ser humano o fundamental é dar a Educação.
Educação nas Escolas, Educação que vem da Família, e a própria informação da sociedade como um todo.
Precisamos reforçar no país a educação Infantil.Melhorar as condições das Escolas públicas, melhorar a situação do ensino.
Uma criança com Educação terá um futuro melhor.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

E começando em 2008 pensando positivo!

Acabou as Festas de Final de ano e estamos já no ano de 2008, precisando já esquematizar nossos projetos e metas para não deixar o Foco de nossas atividades se perderem e todo nosso planejamento de vida e sonhos ficarem sem serem realizados ou mesmo de buscar concretiza-los.
O que não adianta e ficar de braços cruzados esperando que a sorte mude sem ter a nossa parte do esforço e perseverança neste processo de busca de nossos objetivos e metas.
As dificuldades aparecerem e talvez desmotivem a jornada, mas tenha Fé e acredite em Deus principalmente e em voce na sua capacidade.
Não desista!
O ano está só começando muita coisa Boa e Maravilhosa pode acontecer em nossas vidas!

Feliz 2008 -Muita Paz, Saúde e procure ser uma pessoa melhor este ano no seu trabalho, na família, na Vida!

loja AJUDA PETS é o link https://ajudapets.loja2.com.br/

essa loja foi desenvolvida pela empresa Vendendo com Arte para poder arrecadar fundos para algumas ongs e protetores de animais, sendo que p...