segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Atitude Consciente Voto responsável

As eleições estão aí. É mais do que hora de refletir e decidir para quem vai seu voto. E não há melhor forma de acabar com a dúvida do que buscar informações sobre a trajetória dos candidatos. Entre os grupos que trabalham neste sentido, ajudando os cidadãos a se esclarecerem, está a ONG Transparência Brasil, instituição fundada em abril de 2000 por indivíduos e organizações não-governamentais.

Buscando combater a corrupção, a Transparência alerta para o quadro sócio-político no qual o Brasil se encontra. Com quase 200 milhões de pessoas, nosso país é o maior da América Latina e um dos maiores do mundo. Seu PIB corresponde à metade de toda a América Latina e o Caribe, exceto o México. Contudo, sua numerosa população o coloca em posição pouco privilegiada no que tange ao PIB per capita. Nosso índice de Gini (que mede o grau de desigualdade na distribuição de indivíduos segundo a renda domiciliar percapita) é um dos piores: os 20% situados no topo da pirâmide de renda são responsáveis por mais de 60% do consumo total, ao passo que os 20% inferiores consomem apenas 2,5%, segundo dados da Transparência.

Para que seu objetivo seja cumprido, a entidade prioriza a realização de levantamentos empíricos sobre a incidência da corrupção em diferentes esferas. O monitoramento é realizado por meio de ferramentas de Internet, que estão disponíveis em páginas como Deu no Jornal (atualizado diariamente, com noticiário publicado em 63 jornais e revistas de todo o país, sobre sobre corrupção e controle).

Com a campanha pelo Voto Consciente, a ONG Transparência visa a dar ênfase à importância de se ter plena consciência na hora de apertar o “confirma”. Uma vez que a maioria da população não pesquisa o passado dos candidatos, frequentemente são reeleitos políticos corruptos. Considerando que “a corrupção custa caro para o país e muito mais caro para nossa gente”, a Transparência Brasil aposta também em cartilhas.

Votar, cobrar e participar
Com o objetivo de acompanhar o desempenho dos vereadores nas Câmaras Municipais, o Movimento Voto Consciente é uma entidade cívica e apartidária formada por voluntários. O Movimento quer mostrar ao cidadão seus deveres na democracia: Votar, Cobrar e Participar.

Com a crença na importância do voto consciente e na necessidade de cobrar e acompanhar o trabalho dos representantes políticos, eleitos pelos cidadãos, os voluntários do Movimento Voto Consciente passaram a seguir diariamente as atividades do vereadores em São Paulo e marcaram presença na discussão e elaboração da Lei Orgânica do Município de São Paulo, que obriga a publicação mensal, pela Internet, da execução orçamentária do maior município brasileiro. Com isso, hoje já é possível acompanhar os projetos em votação no Congresso e os trabalhos das comissões na Câmara e no Senado.

Opções para se informar, não faltam. Critérios para realizar uma avaliação minuciosa são encontrados no Guia do Voto Responsável, disponível para download. O site do Tribunal Superior Eleitoral apresenta pesquisas eleitorais, dados sobre gastos com as campanhas e a relação de todos os candidatos.

Em entrevista ao Portal do Voluntário em 2006, Miguel Darcy de Oliveira, Presidente do Instituto de Ação Cultural (IDAC) e membro do Conselho Diretor da Comunitas, falou sobre democracia, voluntariado e participação. Na opinião dele, enquanto surgem novos espaços para o debate e para a formação de opiniões, as pessoas tornam-se cada vez mais informadas e participativas. Pensam pela própria cabeça e agem na sociedade, virando matéria-prima de uma democracia mais viva e substantiva. Este é o tempo de ações inovadoras, criativas e independentes, como a Wiki Política e o Open Democracy. Das propostas defendidas durante o mandato até os gastos em campanhas anteriores e os processos sofridos na Justiça, as mais diversas informações sobre candidatos estão hoje disponíveis a qualquer cidadão, na internet.

fonte:
http://www.portaldovoluntario.org.br/site/pagina.php?idconteudo=994

Nenhum comentário:

Projeto Parado Falta de Apoio e Patrocinio

Esse projeto social infelizmente esta parado por falta de apoio financeiro, patrocínio, investimento. Temos uma idéia de aplicação porem nad...