terça-feira, 30 de setembro de 2008

Sacolas Ecologicas, Sacolas Retornáveis, Eco bag


Você já reparou com quantas sacolas plásticas a gente volta pra casa depois de uma ida ao supermercado, à padaria, ao shopping? Elas são um problema ambiental muito sério.

Em Joinville, as padarias dão desconto para quem dispensa sacola de plástico.

É muita sacola mesmo. Em um mês, nós, brasileiros, usamos um bilhão de sacos plásticos. E um bilhão por mês significa que, em 10 minutos, foram consumidos mais de 23 mil saquinhos só no Brasil. E o pior: o Brasil parece assistir passivo ao desastre, enquanto países já reagem.

O governo chinês quer mudar a imagem de um dos países mais poluidores do mundo. O primeiro vilão a ser derrotado já foi escolhido: os sacos plásticos.A partir de 1º de junho, lojas e supermercados não poderão mais oferecer sacos plásticos gratuitamente. E fica proibido também fabricar, vender e usar sacolas plásticas muito finas, aquelas que de tão fininhas não podem ser recicladas. A decisão radical surpreendeu. Mas a China está apenas seguindo uma tendência internacional.

Em 2002, a Irlanda passou a taxar as sacolas plásticas. Em um ano, o uso caiu mais de 90%. Na Alemanha e na França, só recebe sacola plástica na loja quem paga por ela. Na África, Ruanda, Quênia, Tanzânia e África do Sul, proibiram o uso de sacolinhas plásticas.

Enquanto isso, no Brasil...

Aí é que está o problema! Só 20% dos plásticos são reciclados no Brasil. O resto? Bom, o resto está aí, poluindo os mares e matando peixes, boiando nos rios e entupindo bueiros. Acredita-se que o plástico leve até dois séculos ou mais para se decompor.

O lixo que a gente produz fica aqui. Não evapora, não vai para Marte, não vai para a Lua. Fica aqui. E se não é degradável, é uma tragédia.

E o plástico biodegradável? O que é isso?
É um produto que se degrada por ação de microorganismos vivos e, portanto, ele deixa de existir para se transformar em moléculas menores que não prejudicam o meio ambiente.

No Brasil, já existe tecnologia para a fabricação de plástico biodegradável. Existe até uma usina fabricando matéria-prima, no município de Serrana, pertinho de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Lá, a cana vira açúcar, e o açúcar vira plástico biodegradável.

Se for colocado no lixo, em até 180 dias ele desaparece totalmente, se transformando em gás carbônico e água, garante o fabricante de plástico biodegradável.

Mas, por enquanto, tudo o que a usina produz vai para o exterior. No Brasil, ainda usamos o velho plástico, aquele feito do petróleo, que leva séculos para se degradar.

Alguns anos atrás, apareceu no mercado aquilo que parecia ser a solução do planeta. Você já ouviu falar no chamado plástico oxibiodegradável? Ele também vem do petróleo. Em menos de um ano, o plástico exposto ao sol vira pó. Mas logo surgiram críticas, dizendo que o produto não se biodegrada. Ele apenas faz o plástico virar pó – um pó cheio de metais pesados.

Esta é uma grande falácia, um grande engodo. Quando você fala em biodegradável, você pensa que se desmancha no ar, desaparece na natureza. Isso não é verdade.

Benefícios do uso da sacola retornável

Além de você se tornar um consumidor do Século XXI, com responsabilidade ambiental, você encerra sua atividade de plastificador do planeta (cada família com 4 pessoas polui o planeta com mais de 1.000 sacolas plásticas por ano).

Ao utilizar 1 sacola retornável você deixa de utilizar aproximadamente 500 sacolas por ano.

Você economiza recursos naturais e energia para a fabricação de bilhões de sacolas plásticas todos os anos.

Ao adquirir as sacolas retornáveis você está ajudando a neutralizar suas emissões de carbono.

A produção de sacolas plásticas e a dos demais produtos que consumimos diariamente emitem carbono, que é um gás do efeito estufa, que está aumentando a temperatura da terra.


Esse aumento de gases causa temperaturas mais altas, que por sua vez provocam derretimento de geleiras, mudanças nas épocas de chuvas, queda na produção de alimentos, secas, fome.


Espalhe esta idéia, só utilize e incentive seus amigos e parentes a utilizarem sacolas retornáveis ao fazerem compras.


A soma destas pequenas ações é que farão a diferença na preservação do nosso planeta.


Eu já comprei a minha!!!!

fontes:
http://lugodoy.blogspot.com/2008/04/voc-j-reparou-com-quantas-sacolas.html
http://sacolas-ecologicas.blogspot.com

Um comentário:

marcia disse...

realmente precisamos pensar em reduzir as sacolas plasticas

http://sacolas-ecologicas.blogspot.com.

Projeto Parado Falta de Apoio e Patrocinio

Esse projeto social infelizmente esta parado por falta de apoio financeiro, patrocínio, investimento. Temos uma idéia de aplicação porem nad...