terça-feira, 15 de janeiro de 2008

cuidados com o sol neste verão

O verão e as férias estão aí, é tempo de diversão! Mas as crianças necessitam de cuidados redobrados para curtir o sol, praia, piscinas e parques com segurança.
Introdução

Durante o verão os passeios à praia, piscinas e parques são mais freqüentes, o que significa cuidado redobrado em relação ao sol, alimentação, vestuário e acidentes. Quando se fala em crianças, o assunto fica ainda mais sério. Como em quase tudo, as crianças são mais sensíveis aos raios solares do que os adultos, e por isso é preciso adotar hábitos especiais para elas.

Cuidados com o sol

Algumas regras devem ser seguidas em relação ao sol:

Não use filtro solar em bebês com menos de 6 meses de idade. Mantenha-os fora do sol. Assegure-se de que há sombra total nos carrinhos e na cadeirinha do carro. Quando sair na rua, use sempre sombrinhas para o sol.
Para crianças de 6 meses ou mais:
> Evite o sol entre 10 e 16 horas, quando a radiação solar é mais intensa.
> Proteja a criança com chapéus e roupas. Um bom chapéu de sol deve proteger as orelhas, nariz e lábios.
> Os melhores filtros solares para crianças são os de fator de proteção solar 30 (FPS 30) ou maior, também chamados de bloqueadores solares. O ideal é aplicar 30 minutos antes da exposição, para aumentar o poder de penetração.
> Reaplique o filtro solar a cada 2 horas, principalmente quando a criança for à água ou transpirar muito.
Alguns remédios fazem com que a pele fique mais sensível ao sol. Quando o pediatra prescrever alguma medicação, pergunte se o sol deve ser evitado.
Não se engane com dias nublados. Os raios solares perigosos atravessam as nuvens e a neblina.
Cuidado com a luz refletida. A luz do sol reflete na areia, no concreto e na água, atingindo a pele, mesmo na sombra.
Se mesmo assim houver queimaduras, fique de olho nos sintomas. Vermelhidão e ardência leves podem ser resolvidos com um banho quase frio e hidratante. (Hoje já existem produtos específicos para tratamento pós-sol.) Se a queimadura parecer mais grave, ou surgirem sinais como moleza excessiva e febre, dê bastante água fria e procure atendimento médico.
Proteja seu filho, mas cuidado com os exageros. Uma criança "embalada para presente" num dia ensolarado não vai conseguir se divertir. Lembre-se sempre que o banho de sol moderado faz bem à saúde. Além de ser agradável, o hábito é importante para o processo de absorção de cálcio/vitamina D, que fazem com que o corpo tenha um crescimento normal.

Roupas adequadas

Devido ao calor e ao aumento da sudorese (suor), as roupas devem ser de algodão, finas e folgadas de modo a permitir uma maior ventilação, facilitando a evaporação do suor. Roupas de baixo também devem ser de algodão. Tecidos sintéticos devem ser evitados.

Na praia, sungas e biquínis são os trajes ideais, porém devem ser retirados assim que possível. O hábito de ficar com a roupa molhada após sair da praia favorece o surgimento de micoses da pele.

As roupas podem proporcionar uma barreira contra a radiação ultravioleta. Para a prática de esportes ao ar livre, para situações que dificultem a aplicação do filtro solar com freqüência ou no caso das crianças com menos de 6 meses, as roupas podem ser uma boa opção para quem quer proteger a pele do sol. O fator de proteção (FPS) proporcionado por uma camiseta molhada é de aproximadamente 11; camiseta seca, 12; lycra molhada 24; e lycra seca, 35.

Nada de deixar os pequenos sem roupa. O contato com a areia ou cadeiras sujas pode trazer problemas de pele e problemas no trato geniturinário.


Alimentação

A alimentação no calor é simples, não devendo se diferenciar muito dos hábitos da criança. Muito líquido e frutas, de preferência trazidos de casa, para evitar intoxicação alimentar. Nada de comidas pesadas e frituras. Deve-se ingerir pelo menos 2 litros de água natural, sucos, chás, água de coco.

Inclua saladas bem coloridas na dieta. Frutas e legumes ricos em caroteno e em vitaminas, que deixam a pele mais protegida contra os raios solares, são bastante indicados nessa época. Entre eles estão:

as folhas verdes escuras (ricas em vitaminas, importante para a aparência da pele) e os legumes como: espinafre, couve, folhas de mostarda, brócolis, pimentão, tomate, nabo, cenoura, abóbora e abobrinha.
frutas: laranja, ameixa, ameixa seca, nectarina, cereja, pêssego, melão, manga e mamão.
Prevenção de acidentes e outros cuidados

Muitas crianças sentem verdadeiro fascínio pelo mar, e por isso podem dar mais trabalho na praia. Para evitar os sustos, tente colocar uma piscininha com água perto de você, de preferência sob o guarda-sol. As crianças devem sempre usar bóias e coletes salva-vidas quando entrarem no mar ou piscina, e sempre devem estar acompanhadas por um adulto. Não deixe as crianças sozinhas perto da água, principalmente as menores. Como acidentes imprevistos acontecem, assim que chegar mostre algum sinal com o qual possam localizar você, como o letreiro da barraca ou a cor de seu sombreiro.

As crianças devem ser protegidas ao andar de patins e bicicleta, usando equipamentos de proteção adequados, como capacete, joelheiras, etc.

Deve-se tomar cuidado também com os insetos, que são muito comuns nessa época do ano. Não deixe nada que acumule água no quintal e use sempre repelentes.

Assim, com esses cuidados, as crianças poderão curtir o verão e se divertir com maior segurança e saúde.


Site: http://boasaude.uol.com.br

Nenhum comentário:

loja AJUDA PETS é o link https://ajudapets.loja2.com.br/

essa loja foi desenvolvida pela empresa Vendendo com Arte para poder arrecadar fundos para algumas ongs e protetores de animais, sendo que p...